Direto do Forno · Garimpo · Música

O Novo do Malcontent: Agressive (Early Demos)

No início do mês passado, Sérgio Costa disponibilizou no Bandcamp esse compilado de demos, intitulado Agressive. Nem sei se dá para chamar de “o novo” do Malcontent, mas não deixa de ser uma novidade.

Passeando por momentos que podem ser de “bate-cabeça” ou até mesmo dançantes, são seis faixas não-trabalhadas que dão uma boa noção de como é o som do Malcontent, apresentando influências que vão do alternativo americano (Pixies, Sonic Youth), do industrial até o Britpop (diga se não tem uma pitada de Charlatans em “Sugar Kiss”?) e o shoegaze.

Na última faixa, “Taste of Sorrow”, quando parece que o ouvinte terá um momento mais calmo, uma guitarra cheia de feedback entra ao fundo da sessão acústica e se mantém assim até o final. Essa seria a melhor junção de referências do Malcontent.

Agressive é uma boa porta de entrada para se aprofundar na discografia do grupo português.

1. aggressive
2. it’s all in your mind
3. sugar kiss
4. scream dream

5. going nowhere
6. the taste of sorrow

Direto do Forno · Garimpo · Música

Garimpo: Dark Sky Burial

O Dark Sky Burial é o projeto paralelo de Shane Embury, multi-instrumentista e baixista de longa data do Napalm Death. Se nas quatro cordas ele atordoa seus ouvintes na banda de metal extremo, aqui ele é capaz de fazer o mesmo, mas com uma abordagem diferente.

Com uma mistura de música eletrônica e industrial, passeando também pela ambient music, o Dark Sky Burial chega a ser mais acessível que o próprio Napalm Death, apesar de também ser bastante experimental e causar estranhamento aos ouvidos não tão acostumados com barulhos hipnóticos em alguns momentos, e incômodos noutro.

No início do mês saiu Vincit Qui Se Vincit, o terceiro disco do Dark Sky Burial, contendo nove canções. O interessante é ouvi-las em sequência, como se fosse uma única e longa peça instrumental.

Garimpo · Música · Quarta Parede

E esse Watchmen, hein?

Se tem um seriado que me surpreendeu e que estou acompanhando com fervor é Watchmen, da HBO. Mesmo considerada por muitos como desnecessária, a continuação da HQ está muito interessante: trama misteriosa, clima sombrio, muita violência e claro, uma trilha sonora sensacional.

Sério, não é exagero nenhum dizer que praticamente tudo que o Trent Reznor e o Atticus Ross criam é acima da média, e não foi diferente nessa trilha sonora. Experimental na medida certa, misturando elementos de eletrônica, música ambient e industrial, e que resultou até em um cover de “Life On Mars?”, do David Bowie.

Vou deixar um aperitivo aqui embaixo.

Direto do Forno · Música

Spotlights – The Age of Decay (Single)

Confesso que não estava com a audição preparada quando apertei o play para “The Age of Decay”, novo single do Spotlights. A avalanche sonora que atingiu os meus tímpanos foi de uma força avassaladora, algo muito surpreendente para um power trio.

O Spotlights é um conjunto norte-americano que integra o catálogo da Ipecac Recordings, gravadora fundada pelo Mr. Mike Patton, uma das mais interessantes da atualidade. A banda é composta por Sarah Quinteto (vocais e baixo), Mario Quintero (guitarra, vocais e sintetizadores) e Chris Enriquez (bateria).

O disco “Love & Decay” chega por completo em 26 de abril desse ano, e somente a canção citada acima está disponível de forma oficial até o momento. Sobre ela, é um estrondo de cordas, sintetizadores e bateria que seguem a fórmula de calmaria/tempestade, alternando entre melodias mais suaves até os riffs mais pesados entrarem em cena.

Odeio escrever com exageros, mas o impacto de “The Age of Decay” foi muito forte em mim. Eu realmente adorei a canção.