Língua Presa · Não Ao Futebol Moderno

Não Ao Futebol Moderno #19: São Everson

Jogos como Atlético-MG x Boca Juniors ontem são os que fazem do futebol o esporte mais apaixonante do planeta.

Na metade do segundo tempo, Everson era o candidato a vilão da eliminação alvinegra, e após o final dos pênaltis, ele é o grande herói da classificação.

Pegou duas cobranças, contou com a sorte em outra e ainda mandou no ângulo a cobrança definitiva, que decretou o fim do mundo argentino.

Já revi o lance umas cem vezes e meus olhos enchem d’água toda vez. É a redenção que nem os melhores escritores poderiam prever.

Que a benção de São Victor do Horto caia sobre Everson, e que daqui uns meses ele também possa ser canonizado.

Língua Presa · Não Ao Futebol Moderno

Não Ao Futebol Moderno #06: Exorcismo

Tá exorcizado! Expurgado! Excomungado! Expulso!

Não importa o verbo, a sensação de ALÍVIO que o torcedor atleticano está sentindo hoje é imensurável. Eliminamos o Botafogo na Sul-Americana com DUAS VITÓRIAS!

O contexto para explicar tamanha alegria:

Há 25 anos um terror chamado Botafogo assombra as nossas cabeças em competições de mata-mata. Seja na Copa do Brasil, Sul-Americana ou qualquer outro torneio, sempre o time carioca passava com autoridade. Algumas vezes, de forma até humilhante, como aquele desastroso 2×5 em pleno Mineirão na temporada de 2008. Tenho pesadelos com aquele jogo até hoje.

Porém, isso é passado. Ontem espantamos essa nhaca do nosso caminho com uma vitória por 2×0 no Independência, gols de Fábio Santos e Vinícius. O próximo adversário será o La Equidad, da Colômbia.

Um adendo: não se enganem, Galos Doidos. O time tá jogando muito mal, com dificuldades para marcar gols e alguns jogadores passando por uma fase terrível. Vamos torcer para que o técnico Rodrigo Santana acerte ainda mais a equipe e que, ao final do ano, possamos levantar essa taça para salvar a temporada.