Direto do Forno · Música

Just Mustard – I Am You (Single)

Como é prazeroso, nos dias de hoje, com lançamentos saindo a todo instante, ouvir uma música que realmente te prenda e fique por horas e até dias rodeando sua cabeça.

Foi o caso de “I Am You”, novo single da Just Mustard, banda irlandesa cujo som passeia entre o pós-punk, o shoegaze e até pela música eletrônica.

Tudo bem que o baixo e a bateria dão o ritmo da canção, começando de forma lenta e crescendo de forma considerável com o passar do tempo, junto com a barulheira deliciosa da guitarra. Mas é o grande charme de todos esse caos é a voz hipnótica de Katie Ball, que até na parte mais “furiosa”, não perde a delicadeza.

Não há informações sobre um novo disco até o momento.

Direto do Forno · Música

Placebo – Surrounded By Spies (Single)

Parece que fantasmas do passado continuam a perseguir Brian Molko. Ou melhor, espiões.

Recheado de frases enigmáticas que remetem a conflitos de sua trajetória (“ex-drummer’s nose stuck in the past“, por exemplo), “Surrounded By Spies” é o segundo single do aguardado novo disco do Placebo, Nevet Let Me Go, previsto para março de 2022.

O nome do disco é um tanto quanto genérico, mas “Surrounded By Spies” captura bem a estética de um dos melhores momentos da banda, entre o Black Market Music (2000) e o Sleeping With Ghosts (2003).

Minha única implicância é com o visual do Brian Molko: pra que esse bigodinho?

Direto do Forno · Música

Failure – Headstand (Single)

Fui pego totalmente de surpresa pelo anúncio de Wild Type Droid, o próximo disco do Failure, anunciado pela própria banda na última semana. Será o sexto trabalho de estúdio deles. Mas o que não surpreendeu foi a qualidade do som.

O primeiro single já disponível é “Headstand” e caiu de imediato no meu coração. Melancólica e pesada na medida certa, ela lembra em vários momentos a “Another Space Song”, do Fantastic Planet, talvez o disco mais famoso dos caras, lançado em 1996.

Ali pela metade, a música dá uma quebrada e vira uma espécie de paisagem sonora de filmes pós-apocalípticos, criando uma ambientação que muito tem a ver com as temáticas do disco que citei no parágrafo anterior.

Em algumas audições, “Headstand” já virou uma das minhas favoritas do trio.

Direto do Forno · Música

Radiohead – Follow Me Around

“Follow Me Around” é a segunda música disponível da tão esperada coleção KID A MNESIA, do Radiohead, que sai do forno nessa semana. Ela foi lançada de forma oficial hoje.

Saíram duas versões: a de estúdio, acompanhada de um vídeo hilário estrelado por Guy Pearce, e outra ao vivo, durante a passagem de som de uma apresentação da banda no Japão, em 1998.

A música é inteira voz e violão e parece que a voz de Thom Yorke sai direto do céu, de tão bonita.

Direto do Forno · Garimpo · Música

O Novo do Malcontent: Agressive (Early Demos)

No início do mês passado, Sérgio Costa disponibilizou no Bandcamp esse compilado de demos, intitulado Agressive. Nem sei se dá para chamar de “o novo” do Malcontent, mas não deixa de ser uma novidade.

Passeando por momentos que podem ser de “bate-cabeça” ou até mesmo dançantes, são seis faixas não-trabalhadas que dão uma boa noção de como é o som do Malcontent, apresentando influências que vão do alternativo americano (Pixies, Sonic Youth), do industrial até o Britpop (diga se não tem uma pitada de Charlatans em “Sugar Kiss”?) e o shoegaze.

Na última faixa, “Taste of Sorrow”, quando parece que o ouvinte terá um momento mais calmo, uma guitarra cheia de feedback entra ao fundo da sessão acústica e se mantém assim até o final. Essa seria a melhor junção de referências do Malcontent.

Agressive é uma boa porta de entrada para se aprofundar na discografia do grupo português.

1. aggressive
2. it’s all in your mind
3. sugar kiss
4. scream dream

5. going nowhere
6. the taste of sorrow

Direto do Forno · Música

Placebo – Beautiful James (Single)

São oito anos desde Loud Like Love, o último disco cheio da banda, fora alguns singles aqui e outros ali nesse meio tempo. Mas parece que a espera para o tão aguardado novo álbum do Placebo está acabando. Ontem eles soltaram a inédita “Beautiful James”, primeiro single do próximo trabalho, que ainda não foi anunciado de forma oficial.

Lembrando bons momentos do Sleeping With Ghosts (2003), a nova música de Brian Molko e Stefan Olsdal (é, agora Placebo é uma dupla) surpreendeu de forma favorável.

Eu não esperava que ela fosse tão boa!

Direto do Forno · Música

Kid A Mnesia

Para comemorar as duas décadas de Kid A (2000) e Amnesiac (2001), o Radiohead vai juntar ambos em um projeto só, intitulado KID A MNESIA, previsto para sair em cinco de novembro desse ano.

Ao que parece, será um compilado de material inédito, canções já conhecidas e sobras de estúdio. Para o anúncio desse belo pacote, a banda soltou “If You Say The Word” para audição.

O que mais chama atenção é o seguinte: os caras são tão acima da média, que uma música como “If You Say The Word” é tratada como “sobra de estúdio”, ou “não boa o suficiente para entrar no disco”. E a música é maravilhosa!

Direto do Forno · Música

Gary Lee Conner – Truth Eater (Single)

Quando descobri que o Gary Lee Conner continua na ativa, mesmo como um completo outsider da grande mídia, passei a acompanhar suas viagens psicodélicas mais de perto. Com uma produção considerada extensa para alguém que trabalha sozinho, não é nenhuma surpresa que após dois discos lançados no último ano, o maluco já esteja com outro saindo do forno.

Truth Eater foi divulgado há algumas semanas, bem como sua faixa-título e a possível capa do trabalho. Desculpe a repetição, mas esse som é puro Screaming Trees, reforçando mais ainda que ele era o grande cabeça da banda.

Confira.

Direto do Forno · Garimpo · Música

Garimpo: Dark Sky Burial

O Dark Sky Burial é o projeto paralelo de Shane Embury, multi-instrumentista e baixista de longa data do Napalm Death. Se nas quatro cordas ele atordoa seus ouvintes na banda de metal extremo, aqui ele é capaz de fazer o mesmo, mas com uma abordagem diferente.

Com uma mistura de música eletrônica e industrial, passeando também pela ambient music, o Dark Sky Burial chega a ser mais acessível que o próprio Napalm Death, apesar de também ser bastante experimental e causar estranhamento aos ouvidos não tão acostumados com barulhos hipnóticos em alguns momentos, e incômodos noutro.

No início do mês saiu Vincit Qui Se Vincit, o terceiro disco do Dark Sky Burial, contendo nove canções. O interessante é ouvi-las em sequência, como se fosse uma única e longa peça instrumental.

+Filmes · Direto do Forno · Garimpo · Música

William Basinski – Music for Abandoned Airports: Tegel

Lançado em março de 1978, Ambient 1: Music for Airports, do Brian Eno, é um dos discos de ambient music mais conhecidos e influentes já feitos. Composto por quatro longas peças, ganhou notoriedade com o passar dos anos, sendo literalmente executado até em alguns aeroportos. Ideal para momentos de leitura, pensamento e até mesmo para o silêncio.

Citando Brian Eno de forma direta como inspiração para essa obra, William Basinski resgatou de seus arquivos Music for Abandoned Airports: Tegel, referência clara ao seu precursor.

Com quase vinte minutos de duração, a diferença é que o trabalho de Basinski é levado para um lado mais soturno, não chegando a ser incômodo, mas tomado de melancolia. Seria como contemplar o silêncio em alguma localidade gótica, um castelo, para ser mais exato, passeando ao lado do Conde Drácula e ouvindo os seus lamentos sobre a dor da vida eterna que tanto o assombra (isso no Nosferatu do Werner Herzog).

Music for Abandoned Airports: Tegel foi composta em 1998, mas só saiu do baú no último dia 6.